Sinjor abre Roda de Conversa com reflexão sobre 2018

0
83

Com participação de mais de 50 pessoas, e transmissão ao vivo no facebook do site rondoniadagente.com.br, o Sindicato de Jornalistas de Rondônia, Sinjor, abriu, na noite de quinta-feira, 17, com o tema “A eleição de 2018 e a Imprensa. Ganhamos ou Perdemos” o Projeto “Roda de Conversa”, evento realizado no auditório da Escola do Legislativo o que., conforme a presidente Sara Duque Estrada, “vai acontecer a cada 45 dias com participação de jornalistas e convidados”.

Sara fez a abertura e a seguir passou a direção ao repórter Lúcio Albuquerque que fez uma rápida explicação sobre as razões do evento e da temática, iniciando a discussão com opiniões de cinco jornalistas convidados pelo Sindicato, citando a importância no evento de alunos do curso de Jornalismo da faculdade Uniron.

Estudioso da questão relativa ao resultado e às razões que levaram a isso, o primeiro foi o jornalista Abdoral Cardoso, que lembrou sobre os efeitos futuros para o jornalismo do resultado final do pleito, destacando a questão dos fake news e a possibilidade de sua influência direta nos próximos pleitos.

O professor Benedito Teles, do jornalismo da TV-Rondônia, disse que os desafios da prática do jornalismo na atualidade são grandes e merecem, do profissional, um acompanhamento constante dos  fatos e de como apresentar isso ao público consumidor de notícias, numa atividade que exige a cada momento exatidão, velocidade e responsabilidade social.

Admitindo que o pleito de 2019 deve merecer de parte do produtor da notícia uma atenção redobrada, a jornalista Mara Paraguassu  fez questão de dizer aos estudantes de Comunicação presentes que numa atividade profissional cada vez mais exigente, é fundamental uma boa e constante leitura como forma de aprimorar o que vai ser produzido. Ela lembrou não ter dúvidas de que deve haver atenção na melhora da qualidade e do exercício da isenção na prática do jornalismo.

Para o coordenador do curso de Jornalismo da Unir, professor Sandro 1coferal há uma série de fatores que devem ser vistos relativos à disputa de 2019, defendendo também a necessidade do conhecimento sobre os assuntos que devam ser abordados junto ao público, lembrando ser necessário que o profissional deva cultivar fontes e se aprimorar cada vez mais.

Editor do site noticiastudoaqui.com, o jornalista Osmar Silva disse ser necessário manter a discussão de temas de interesse da classe, e que a disputa de 2018 trouxe lições que devem ser bem analisadas pelos que praticam o jornalismo, para poder haver o reconhecimento social da atividade profissional.

“A proposta do “Roda” tem duas faces, a primeira de permitir uma interação maior entre os profissionais do jornalismo e convidados e, além disso, trazer sempre a possibilidade de discutirmos temas que interessem à sociedade e a categoria”, explicou a presidente. Sara lembrou que o Sinjor “está em uma nova caminhada e que a intenção é também fazer a categoria refletir sobre sua presença e participação como um dos pilares da convivência social”.

A presidente Sara Duque Estrada lembrou ainda que o projeto deve continuar e que a próxima “Roda de Conversa” poderá tratar de temas ligados à questão tecnológica e o futuro da profissão.  

Por: Lúcio Albuquerque

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here